ASSUMINDO A RESPONSABILIDADE PELOS SEUS RESULTADOS

Atualizado: 24 de Jun de 2019

“Assumindo a responsabilidade pelos seus resultados”. Você já parou pra pensar nisso? É muito fácil assumirmos a responsabilidade de um resultado quando ele é positivo, certo? Receber aquele tapinha no ombro, um reconhecimento em público pelo trabalho bem feito ou elogio dos colegas é maravilhoso, não verdade? Mas e quando o resultado é negativo? E quando não atingimos a meta? E quando aquela apresentação super importante não sai como o planejado e você perde aquele cliente que faz tanto tempo que você deseja conquistar? E quando você vê os seus clientes trocando a sua empresa por outra?

Pois é... é bem difícil, né? Chega a doer. Nessas horas, você já prestou atenção na sua própria reação? Já pensou o que, normalmente, você faz em seguida? Você é daqueles que passa um bom tempo sofrendo, se estressando, se chateando, se frustrando, se sentindo incapaz, colocando a culpa na crise e sentindo que o mundo conspira contra você? Ou você é daqueles que usa suas energias procurando descobrir o que deu errado, aprendendo com o erro, sem culpar os outros ou as circunstâncias? Todos nós sabemos, de maneira racional, como devemos reagir. Mas sinceramente. Sinceramente mesmo. Faça uma reflexão e pense realmente qual a sua reação nesses momentos. Quais são os primeiros pensamentos que lhe vem à cabeça quando você tem resultados negativos? Como você está comunicando isso pra você mesmo? Um exemplo disso, seria a justificativa dos taxistas que reclamam que não faturam mais como antes e a culpa é dos aplicativos de carona. Na verdade o que diminui o seu faturamento, foram as quantidade limitadas de pontos de táxi, as tarifas abusivas e o mal serviço prestado. Um belo dia, alguém simplesmente resolveu transformar esses fatores em oportunidade de negócio. E se todos esses aspectos fossem sanados? Será que o resultado seria diferente? Lembre-se que fatores externos, como a crise, não existem só pra você. Seu concorrente também sente a crise e muitas vezes você não entende o que ele está fazendo de diferente que faz com os resultados dele sejam melhores que os seus. Muitas vezes a resposta para o sucesso está na maneira como reagimos às adversidades. Falhar, todos falham, mas temos que nos comportar de modo a entender as causas que nos levaram ao resultado ruim, aprender com eles e fazer diferente. Existe um ditado que diz assim: “Eu não errei. Apenas descobri um novo jeito de NÃO fazer as coisas”. E esse deve ser o nosso modo de pensar. É importante lembrar que existe uma grande diferença entre responsabilidade e culpa. A culpa está ligada ao rancor, ao sofrimento e não traz nada que agregue valor a sua vida. Já a responsabilidade é uma arma poderosa que te faz ter o total controle da situação e moldá-la conforme o seu desejo. Ela te lembra que você tem o poder de transformar realidades e te ajuda a chegar nos seus objetivos, pois te leva à ação. Ação essa, que te impulsiona a fazer diferente, a pensar diferente, a aprender, a evoluir e subir os degraus que vão te levar ao sucesso. Quando você passar por situações em que você falhou, pense nisso e na próxima vez, estude mais, planeje mais, questione mais, peça mais ajuda, se prepare mais e com certeza seus resultados serão melhores. Lembre-se que o dia tem 24hs e você deve usá-las com sabedoria. Leve essa reflexão para a sua vida e à da sua equipe. Se alguém da sua equipe falhar, ao invés de reprimi-lo, contribua para que ele evolua, afinal se os resultados dele melhorarem, os seus também melhoram.


Se você tem esse tipo de dificuldade, venha conversar comigo. Será um prazer te atender.

Um grande abraço e até a próxima.


#inteligenciaemvendas

3 visualizações
 

©2019 by Rodolfo Oliveira